Feng Shui - Como pode ter boas energias em sua casa

à(s) 12/30/2012 0 comentários Hiperligações para esta mensagem
 
O  Feng Shui é uma filosofia oriental milenar que estuda a forma como a energia circula e que nos indica métodos e técnicas para criar harmonia na nossa casa e na nossa vida. Feng significa vento, e shui significa água.
Também nos ajuda a saber aquilo que devemos evitar, e dá-nos dicas úteis para resolver problemas e melhorar o ambiente que nos rodeia. A energia de uma casa afecta o estado de espírito dos seus moradores; por exemplo, há pessoas que se sentem desmotivadas, sem objectivos, e não compreendem porquê. Isto pode acontecer porque alguma coisa está a impedir a energia de circular em casa, o que provoca bloqueios energéticos. O simples gesto de utilizar aquele armário que mantemos fechado há algum tempo ajuda a energia a circular, e faz com que as pessoas se sintam muito melhor.
No Feng Shui existem 2 tipos de energia: o Chi é a energia positiva e o Shar é a energia negativa. Para que os ambientes sejam saudáveis, é necessário que haja equilíbrio, que o Chi circule livremente.
Como pode ter bom Feng Shui em sua casa?
- Faça com que as portas abram livremente, não deixe objectos a impedir a passagem.
- Limpe os cantos e deite fora o que estiver partido em sua casa.
- Não acumule mais do que aquilo que precisa.
- Utilize um candeeiro para iluminar um canto escuro da sua casa, e dessa forma a energia positiva aumentará.
- A televisão no quarto não traz bom Feng Shui, mas se lhe colocar um pano em cima antes de ir dormir, não terá efeitos tão negativos!
Estas são apenas algumas dicas úteis de Feng Shui, existem muitas outras que podem operar grandes transformações na nossa vida.

Ideias de decoração - autocolantes decorativos

à(s) 12/30/2012 0 comentários Hiperligações para esta mensagem

 

Autocolantes decorativos

Os autocolantes decorativos de parede para a decoração da sua casa são uma ideia original, criativa e económica. Atualmente o mercado apresenta uma grande variedade destes produtos a preços muito acessíveis.
A grande vantagem deste produto é a facilidade de substituição por um autocolante com um motivo diferente ou mesmo removê-lo. Além dos produtos standard, existe também a possibilidade de personalizar consoante a decoração do seu espaço.
Autocolantes decorativos
Autocolantes decorativos

Autocolantes decorativos


Crianças: Jogos de vídeo aumentam criatividade

à(s) 12/30/2012 0 comentários Hiperligações para esta mensagem

 

Crianças: Jogos de vídeo aumentam criatividade
Muitos pais tendem a pensar que os jogos de vídeo são uma perda de tempo e que podem até ser prejudiciais para as crianças. Porém, um estudo da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, sugere que os jogos podem contribuir para desenvolver a imaginação e a criatividade infantis.

Os resultados do estudo aparecem em contraste com pesquisas anteriores que indiciavam que os jogos poderiam atrasar o desenvolvimento e tornar as crianças mais violentas.

Os investigadores da Universidade de Michigan procuraram concentrar-se, em alternativa, na questão da criatividade, para apurar se esta forma de divertimento teria algum efeito no progresso infantil.

Envolvendo cerca de 500 crianças com 12 anos de idade, a pesquisa conduziu à descoberta de que, quanto mais jogam jogos de vídeo, mais criativas se tornam as crianças no desempenho de tarefas como o desenho ou a escrita de histórias.

Porém, este efeito não está relacionado com a tecnologia em si, mas com os jogos propriamente dito. Se não oferecerem a possibilidade de jogar, os telemóveis, a Internet ou os computadores, não dão qualquer contributo para o aumento da criatividade.

Linda Jackson, professora de Psicologia e investigadora responsável pelo projeto, explicou ao Daily Mail que o estudo surge como a primeira evidência de uma relação entre o uso da tecnologia e a criatividade.

Para os pesquisadores, a descoberta pode contribuir para que os designers de jogos se interessem em perceber quais os elementos que fazem crescer a criatividade, promovendo uma revolução no setor.

“Se este interesse surgir, os jogos de vídeo podem vir a ser construídos de forma a optimizar o desenvolvimento da criatividade sem que se perca a sua capacidade de entretenimento. Talvez uma nova geração de jogos de vídeo venha a apagar a distinção entre educação e entretenimento”, defendeu a investigadora.

O estudo revelou ainda que os rapazes tendem a jogar mais do que as raparigas, preferindo jogos de violência e desporto, ao passo que as meninas mostram maior interesse em jogos que envolvem interação com outros (humanos ou não).

Ainda assim, os resultados demonstram que o aumento da criatividade se observa independentemente do género, da raça e do tipo de jogo escolhido pelas crianças.

Sonhar acordado melhora a criatividade

à(s) 12/30/2012 0 comentários Hiperligações para esta mensagem
Sonhar acordado melhora a criatividade
O ato de sonhar acordado aumenta a criatividade e ajuda as pessoas a resolver problemas complexos. A conclusão é de um grupo de investigadores internacionais das universidades da Califórnia e de British Columbia, nos EUA e Canadá, e do Max Planck Institute, na Alemanha.
Os investigadores convidaram um grupo de participantes no seu estudo a completar o "teste incomum da utilização", um teste que desafia as pessoas a pensar em todas as alternativas possíveis que lhes surjam para a utilização de um determinado objeto.
Depois de completarem o teste uma primeira vez, os voluntários fizeram-no uma segunda mas, entre os dois testes, tiveram de efetuar uma de quatro coisas: completar uma tarefa exigente, que lhes ocupasse a mente; completar uma tarefa pouco exigente, que desse às suas mentes a possibilidade de divagar; fazer um intervalo de 12 minutos ou saltar o intervalo e regressar ao teste.
Os resultados do estudo recente, destinados a publicação na revista científica Psychological Science, mostraram que o único grupo que obteve um melhor desempenho no segundo teste foi aquele cujos membros completaram, pelo meio, uma tarefa pouco exigente.
Os elementos desse grupo revelaram ter tido muito tempo para sonhar acordados, o que faz os investigadores acreditarem que isto os ajudou a pensar de forma mais criativa.
De realçar que este é o terceiro estudo num ano que demonstra os benefícios de sonhar acordado. Outros dois trabalhos tinham já comprovado que quem sonha acordado tende a ter uma melhor memória de trabalho e até a ser mais inteligente, além de que este hábito ajuda os "sonhadores" a retirar ilações de experiências anteriores e a prepararem-se para lidar com o mundo.

Maquilhagem para a Passagem de Ano

à(s) 12/29/2012 0 comentários Hiperligações para esta mensagem

Apresentamos 3 looks de maquilhagem para a passagem de ano; casual, glamoroso e um mais arrojado! Qual o seu estilo?


 
http://videos.sapo.pt/3CNDtqbnGJpZ6BGNgcU4

6 passos para conseguir o que quer na vida

à(s) 12/29/2012 0 comentários Hiperligações para esta mensagem

 

O futuro está nas suas mãos

1. Imagine que algo que queremos que aconteça é possível.
2. Desenvolva uma boa atitude.
3. Pratique a gratidão.
4. Encare os altos e os baixos como normais.
5. O que quer que faça, faça-o com simpatia e amor.
6. Sempre que o medo surja, tente rir ou dançar, e recorra a afirmações positivas para controlar esses receios.

Eleuterio: Joalharia portuguesa que brilha lá fora

à(s) 12/29/2012 0 comentários Hiperligações para esta mensagem

 

 Eleuterio: Joalharia portuguesa que brilha lá fora
Foi ainda no século XIX que Manuel Antunes se iniciou na arte da filigrana. Uma arte que transmitiu ao seu filho Eleutério e que foi passando de geração em geração. Hoje em dia, esta técnica dá um brilho especial às joias Eleuterio dentro e fora de Portugal.

por Estela Tavares

Rosa Antunes, uma das administradoras da empresa, conta ao Boas Notícias que o segredo que mantém a Eleuterio viva é a “transmissão de conhecimentos de geração em geração e o amor pela arte da filigrana”.

Esta casa nasceu quando, em 1925, Eleutério Antunes criou, em Travassos, distrito de Braga, a sua primeira ourivesaria artesanal pondo em prática os segredos adquiridos, ainda no século XIX, por seu pai, Manuel Joaquim Antunes.

A minuciosa arte da filigrana, que a Eleuterio executa com o máximo requinte, é a herança que marca a diferença nesta joalharia. “Esta arte envolve um trabalho minucioso e apurado de aplicação de fios finos de ouro, que exige atenção e arte de quem o realiza. A incorporação desta técnica permite que as nossas joias sejam diferentes das outras propostas que existem no mercado”, refere a responsável.

Image and video hosting by TinyPic
A originalidade e a arte das joias Eleuterio surpreendem o público conquistando os portugueses e os mercados estrangeiros. “O recente convite do British Museum foi um momento de grande entusiasmo. A possibilidade de expor e vender na loja do museu ultrapassou todas as expectativas”, diz Rosa Antunes.

O reconhecimento da marca portuguesa também foi demonstrado, em 1982, quando a joalharia foi escolhida para criar um coração de ouro decorado em filigrana oferecido ao Papa João Paulo II durante a sua visita a Portugal.

Tradição e modernidade

Apesar da tradição ser uma aposta da marca, a Eleuterio não deixa de acompanhar a evolução dos tempos. “Manter as raízes, as tradições de décadas e ainda assim inovar apostando em novas ferramentas, materiais e técnicas é o que temos feito ao longo dos anos. O que se pretende é conseguir criar peças que sejam atuais e de bom gosto, mas que conservem o que caracterizou esta marca desde sempre”, salienta Rosa Antunes.

Os artesões que trabalham estas joias são trabalhadores com anos de experiência, que manualmente aplicam a filigrana tendo por base as tendências da moda. O trabalho artesanal mantém viva a verdadeira essência das joias da Eleuterio que apresentam um aspeto delicado e elegante, permitindo a identificação da arte em cada peça.

Euleterio a caminho da Rússia

Atualmente, a empresa emprega 10 pessoas de forma direta e cerca de 50 pessoas de forma indireta e caminha para um processo de internacionalização acelerado com perspetivas de entrar em novos mercados. “Este ano o volume de negócios foi de aproximadamente de um milhão de euros sendo que, para o ano de 2013, esperamos atingir valores superiores com a aposta no mercado russo”, adianta a administradora.

As joias da Eleuterio podem ser encontradas em ourivesarias selecionadas pela empresa de Norte a Sul do país. A nível internacional, a joalharia tem uma forte presença em estabelecimentos de elevado posicionamento no mercado inglês e na Polónia, onde estabeleceu uma parceria com a mais conceituada cadeia de lojas nacional W.KRUK.

Fora da Europa, a Eleuterio chega aos EUA através das galerias de Stuart Moore e ainda regista presenças pontuais em vendas realizadas no continente africano, nomeadamente em Angola e Moçambique.

Pelo seu requinte e delicadesa e pela aposta na arte ancestral da filigrana na promoção do trabalho artesanal, as peças da Eleuterio alternam entre os 1.000 e os 10.000 euros, variando consoante os materiais e o trabalho empregue nestas joias, que conseguem casar tradição e modernidade na mesma peça.


 

Exteriorizar a raiva aumenta a esperança de vida

à(s) 12/29/2012 0 comentários Hiperligações para esta mensagem

 

Exteriorizar a raiva aumenta a esperança de vida
Se está zangado ou irritado, saiba que o melhor para a sua saúde é exteriorizar essas emoções. A conclusão é de um um estudo alemão que revelou que as pessoas temperamentais ou com "mau feitio", muitas vezes associado à expressão da raiva e do descontentamento, têm, por norma, uma vida mais longa e saudável.
Marcus Mund e Kristin Mitte, investigadores da Universidade de Jena, na Alemanha, defendem que os resultados mais recentes do seu trabalho poderão explicar porque os italianos e espanhóis, mais conhecidos por falarem de cabeça quente, vivem quase mais dois anos do que, por exemplo, os ingleses, que tendem a "calar" a insatisfação.
Segundo Mund e Mitte, a contenção excessiva e o hábito de reprimir as emoções negativas podem ter repercussões sérias na saúde física e mental das pessoas, ao passo que deixá-las fluir é mais saudável e pode aumentar até dois anos a esperança de vida.
Os investigadores e a sua equipa estudaram mais de 6.000 indivíduos e concluíram que os que continham a raiva tinham um ritmo cardíaco mais elevado o que, a longo prazo, pode resultar em hipertensão arterial e aumentar o risco de desenvolvimento de uma série de doenças, desde os problemas cardíacos aos danos nos rins e até ao cancro.
"[Os 'repressores'] evitam riscos e procuram sempre um elevado nível de controlo sobre si próprios e o que os rodeia", explicou Mund, citado pelo Daily Mail. No entanto, de acordo com o investigador, nem tudo é mau para os que são mais calmos já que, muitas vezes, estes recuperam mais facilmente de vários problemas.
Para Mund, esta facilidade de recuperação deve-se ao facto de serem mais disciplinados e estarem mais disponíveis para adaptar os seus estilos de vida.
 
 

Look Passagem de ano - Tutorial Coque by, L'Oréal Paris Portugal

à(s) 12/28/2012 0 comentários Hiperligações para esta mensagem

Sugestão de Penteados para Festa

à(s) 12/18/2012 0 comentários













Quando as dificuldades podem ser oportunidades

à(s) 12/17/2012 0 comentários

Era uma vez, um sábio chinês e seu discípulo. Nas suas caminhadas, avistaram um casebre de extrema pobreza onde vivia um homem, uma mulher, 3 filhos pequenos e uma vaquinha magra e cansada.

Com fome e sede o sábio e o discípulo pediram abrigo e foram recebidos. O sábio perguntou como conseguiam sobreviver na pobreza e longe de tudo? – O senhor vê aquela vaca ? – Disse o homem. Dela tiramos todo o sustento. Ela nos dá o leite que bebemos e transformamos em queijo e coalhada. Quando sobra, vamos à cidade e trocamos por outros alimentos. É assim que vivemos.
O sábio agradeceu e partiu com o discípulo. Quando fizeram a primeira curva, disse ao discípulo:- Volta lá, trás a vaquinha, leva-a ao precipício ali em frente e atira-a lá em baixo. 
O discípulo não acreditou. – Não posso fazer isso, mestre! Como pode ser tão ingrato? A vaquinha é tudo o que eles têm. Se a vaca morrer, eles morrem!
O sábio, como convém aos sábios chineses, apenas respirou fundo e repetiu a ordem:
- Vai lá e empurra a vaquinha. Indignado porém resignado, o discípulo assim fez. A vaca, previsivelmente, estatelou-se lá em baixo.
Alguns anos se passaram e o discípulo sempre com remorsos. Certo dia, moído pela culpa, abandonou o sábio e decidiu voltar àquele lugar. Queria ajudar a família e pedir desculpas. Ao fazer a curva da estrada, não acreditou no que seus olhos viam. No lugar do casebre desmazelado havia um sítio maravilhoso, com árvores, piscina, carro importado, antena parabólica. Perto da churrasqueira, adolescentes, lindos, robustos comemorando com os pais a conquista do primeiro milhão. O coração do discípulo gelou. Decerto, vencidos pela fome, foram obrigados a vender o terreno e ir embora.
Devem estar a mendigar na rua, pensou o discípulo.
Aproximou-se do caseiro e perguntou se ele sabia o paradeiro da família que havia morado lá?- Claro que sei. Você está olhando para ela. Incrédulo, o discípulo afastou o portão, deu alguns passos e reconheceu o mesmo homem de antes, só que mais forte, altivo, a mulher mais feliz e as crianças, jovens saudáveis.
Espantado, dirigiu-se ao homem e disse:- Mas o que aconteceu? Estive aqui com meu mestre alguns anos atrás e era um lugar miserável, não havia nada. O que o senhor fez para melhorar de vida em tão pouco tempo?
O homem olhou para o discípulo, sorriu e respondeu: – Nós tínhamos uma vaquinha, de onde tirávamos o nosso sustento. Era tudo o que possuíamos, mas um dia ela caiu no precipício e morreu. Para sobreviver, tivemos que fazer outras coisas, desenvolver habilidades que nem sabíamos que tínhamos. E foi assim, buscando novas soluções, que hoje estamos muito melhor que antes.

Moral da história:
Às vezes é preciso perder para ganhar mais adiante. É com a adversidade que exercitamos nossa criatividade e criamos soluções para os problemas da vida. Muitas vezes é preciso sair da zona de conforto, criar novas ideias e trabalhar com amor e determinação.

O poder de acreditares em Ti

à(s) 12/17/2012 0 comentários

Quando você realmente deseja uma coisa, todo universo conspira ao seu favor”. Paulo Coelho

Havia uma rua por onde passavam muitas pessoas, e existia lá um mendigo sentado na calçada que ao seu lado colocava uma placa com a seguinte frase:
” Vejam como sou feliz! Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência, vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem-humorado! “
Alguns transeuntes que por ali passavam olhavam intrigados, outros achavam-no doido e outros até lhe davam dinheiro. Todos os dias, antes de dormir, ele contava o dinheiro e notava que a cada dia a quantia era maior.
Numa linda manhã, um importante e arrojado executivo, que já o observava há algum tempo, aproximou-se e lhe disse:
- Tu és muito criativo! Não gostarias de colaborar numa campanha da minha empresa? “
- Vamos a isso. Só tenho a ganhar! ” Respondeu o mendigo.
Após um aprimorado banho e com roupas novas, foi levado para a empresa. Daí para frente sua vida foi uma sequência de sucessos e ele tornou-se um dos sócios maioritários.
Numa entrevista coletiva à imprensa, ele contou a sua história e de como conseguira sair da mendicidade para tão alta posição. Contou ele:
- Houve uma altura me que eu costumava sentar-me nas calçadas com uma placa ao lado, que dizia:
” Não sou nada neste mundo! Ninguém me ajuda! Não tenho onde morar! Sou um homem fracassado e maltratado pela vida! Não consigo um mísero emprego que me renda alguns trocados! Mal consigo sobreviver! “
As coisas iam de mal a pior quando, mas numa noite, encontrei no lixo um livro e nele reparei numa frase que dizia:
” Tudo que tu falas a teu respeito vai-se reforçando!”
Por pior que esteja a tua vida, diz que vai tudo bem.
Por mais que tu não gostes a tua aparência, afirma-te bonito.
Por mais pobre que sejas, diz a ti mesmo e aos outros que tu és próspero. “
Aquilo mexeu comigo profundamente e, como nada tinha a perder, decidi trocar as palavras da placa para:
” Vejam como sou feliz! Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência, vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem-humorado! “
- O que posso dizer é que a partir desse dia tudo começou a mudar na minha vida, a vida trouxe-me a pessoa certa para tudo que eu precisava, até que cheguei onde estou hoje.
- O que eu fiz foi apenas que entender o Poder das Palavras! Continuou o homem! O Universo sempre apoiará tudo o que dissermos, escrevermos ou pensarmos a nosso respeito e isso acabará por se manifestar na nossa vida, e passará a ser a nossa realidade.
Enquanto afirmarmos que tudo vai mal, que nossa aparência é horrível, que nossos bens materiais são ínfimos, a tendência é que as coisas fiquem ainda piores, pois o Universo reforçará isso mesmo. Ele materializa em nossa vida todas as nossas crenças.
Uma jovem repórter, daquelas que parecem saber tudo, perguntou num tom irónico:
- O senhor está a querer-nos convencer que algumas palavras escritas, numa simples placa de cartão modificaram a sua vida?
Respondeu o homem, cheio de bom humor:
-” Claro que não, isso não resultaria, minha ingénua amiga! Primeiro eu tive que acreditar realmente nelas! “

Reciclar é o que está a dar

à(s) 12/17/2012 0 comentários
A reciclagem de móveis antigos e sua posterior reintegração na decoração é uma tendência que veio para ficar.
Fã incondicional do programa "Querido Mudei a Casa" da Sic Mulher, há muito que queria experimentar a reciclagem de móveis e posteriormente integrá-los na decoração da minha casa.
Recentemente decidi finalmente por mãos à obra. Peguei em algumas peças velhas, em madeira escura, com aspecto pesado e decidi dar-lhes uma nova vida

Eis o resultado!
Espero que gostem e que se sintam inspirados a fazer o mesmo.


Banqueta em mogno escuro. Pintei de branco e forrei-a com tecido.


Espelho inicialmente em mogno escuro.Pintado de branco
 Castiçal em ferro preto. Pintado de branco
Mesa velha  em mogno escura. Foi pintada de branco
Espelho velho e em madeira escura.Pintado de branco
Porta-revistas inicialmente em madeira escura e riscado. Pintado de branco e com novo puxador
Modulo de gavetas em pinho. Foi pintado, colocados puxadores e transformado em guarda bijutarias.
Pormenor dos puxadores 


Lagoa azul de água quente - Islândia

à(s) 12/16/2012 0 comentários

islandia_bluelagoon_resort (Foto: divulgação)
Uma lagoa absolutamente azul – mais azul que a do filme que lançou a (ainda jovem) Brooke Shields ao estrelato – faz da desconhecida península de Reykjanes um dos destinos turísticos mais procurados da Islândia. Embora situada próxima ao Polo Norte, bem longe dos trópicos onde se passa A Lagoa Azul (1980), a versão islandesa do paraíso é tão deslumbrante quanto a do longa-metragem.
A coloração exuberante da água tem explicação geográfica: a lagoa se formou no único local do planeta onde oceanos subterrâneos afloram ao nível do solo. Vindas das profundezas, essas águas emergem a uma temperatura entre 36°C e 39°C. Em um país onde a máxima raramente ultrapassa os 15°C (isso nos meses mais quentes), o local não demorou a se transformar em ponto turístico, quase tão famoso quanto os gêiseres que caracterizam a paisagem islandesa.
islandia_bluelagoon_resort (Foto: divulgação)
E é ali, à beira da lagoa azul, que está um dos mais concorridos hotéis do país, o The Blue Lagoon. Combinando uma arquitetura impecável com interferências mínimas na paisagem, o local tem como atração principal – claro – as águas quentes e suas propriedades medicinais.
Mesmo nos meses mais frios do ano, hóspedes procuram o hotel em busca de suas qualidades terapêuticas, em especial os tratamentos de pele baseados no dióxido de silício e no enxofre, que abundam por ali. Além disso, a água é rica em um tipo de alga azulada, justamente a responsável pelo inconfundível tom azul brilhante da lagoa.
Com o status de resort, o The Blue Lagoon não se limita aos banhos na fonte natural. Além do relaxamento oferecido em saunas, salões de massagem e banhos de vapor geotermal, o hotel também abriga alguns dos bares e restaurantes mais badalados da Islândia. Um verdadeiro paraíso – bem distante do universo tropical.
islandia_bluelagoon_resort (Foto: divulgação)
islandia_bluelagoon_resort (Foto: divulgação)
islandia_bluelagoon_resort (Foto: divulgação)
islandia_bluelagoon_resort (Foto: divulgação)
islandia_bluelagoon_resort (Foto: divulgação)

O Lago Cor de Rosa - Hillier

à(s) 12/15/2012 0 comentários

 Olhando de primeira parece que estamos a ver uma ilha da Barbie. Trata-se de um lago com aproximadamente 600 metros de largura onde a água é completamente rosa. A primeira explicação que alguém poderia dar é algum tipo de poluição mas em 1802, quando o navegador britânico Matthew Flinders o encontrou, sua água já tinha esta cor.
lago rosa arco iris
O curioso Lago Hillier está na Middle Island (clique aqui para ver no Google Maps), a maior das ilhas que formam o Arquipélago Recherche, a oeste da Austrália. A cor da água ainda não foi explicada até hoje, mas alguns cientistas teorizam que isso envolve a baixa concentração de nutrientes e diferentes tipos de algas e bactérias.
lago rosa folhagens
lago rosa reflexo
Outra teoria é que a cor pode ser formada pela reação da água salgada com um depósito de bicarbonato de sódio na região ou bactérias halófilas vermelhas nas crostas de sal.
lago rosa aguas
lago rosa mais perto
Para mim, somente ver este lago e presenciar esta maravilha da natureza já estava de bom tamanho, mas não sei se teria coragem de entrar no lago para tomar um banho.
lago rosa aerea
lago rosa de baixo
lago rosa perto
lago rosa chegando
 

Clínica da auto-estima Copyright © 2011 Design by Ipietoon Blogger Template | Ugg Boots Sale | web hosting

Gucci Womens Shoe